Cartão do SUS: como fazer para ter o seu? Aprenda aqui!

Conhecido como um dos sistemas de saúde mais funcionais e que atende a todas as pessoas do Brasil, o SUS é conhecido como o Sistema Único de Saúde, do qual qualquer pessoa pode ter acesso a atendimento, seja emergencial ou não, em qualquer canto do país.

Você sabia que para utilizar esse benefício é necessário ter o cartão SUS em mãos? Não sabe como funciona o processo? Veja aqui informações completas e fique por dentro.

Cartão do SUS: como fazer para ter o seu?

Cartão do SUS: como fazer para ter o seu?

O cartão do SUS é emitido pelo Governo Federal, sendo a forma que permite que qualquer cidadão brasileira possa ser atendido pelo sistema em qualquer canto do país, sem receber nenhuma cobrança disso.

Se você precisa fazer a emissão do cartão mas quer evitar demora no atendimento, filas ou até mesmo poupar tempo, veja abaixo como fazer esse cadastro de forma online. Siga as instruções:

  • Primeiro, acesse o link a seguir: https://portaldocidadao.saude.gov.br/portalcidadao/areaCadastro.htm;
  • Depois disso, preencha seus dados pessoais como seu CPF, nome completo, data de nascimento, local de nascimento, nome da mãe e demais dados que serão requisitados;
  • É indicado também que faça o cadastro do seu e-mail, o que será muito necessário para recuperar senha, demais dados e também fazer a emissão da segunda via, caso seja preciso;
  • Depois disso, lembre-se marcar a caixa anti-robô e por fim, confirme o procedimento. Depois de preencher demais dados, um protocolo novo de cadastro será gerado. Ele deve ser impresso e validado em conjunto com um operador da unidade de saúde credenciada, no máximo em até 60 dias.

Não esqueça de levar seus documentos e demais comprovantes de identificação do cidadão, assim como o endereço que for fornecido no momento do cadastro de sua senha do cartão.

Os dados que serão fornecidos no sistema precisam ser correspondentes ao cidadão que o emitiu, ou, ser um dependente legal corretamente identificado. Do contrário, não dará certo.

Para fazer sua emissão do cartão, é preciso ir até a Secretaria Municipal de Saúde do município desejado, ou também em uma unidade de saúde da mais próxima de sua casa, levando consigo os seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento;
  • Número do PIS/PASEP.

A solicitação do Cartão Nacional de Saúde também pode ser feita em postos ou centros de saúde, além de demais hospitais de seu município, ou, em outros locais que são indicados pela Secretaria de Saúde do município, portanto, fique de olho.

Será necessário finalizar o cadastro na unidade e assim, será impresso com todas as demais informações do cidadão, contendo o número nacional de identificação único, sendo assim, atendido em demais unidades de serviço do SUS em todo o Brasil. Você também pode fazer um pré cadastro do cartão no SUS online.

A importância de ter o cartão do SUS

É importante que o cidadão tenha o cartão SUS cadastrado, mesmo que tenha plano de saúde particular, visto que em caso de atendimento feito pelo Corpo de Bombeiros ou o Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, farão o encaminhamento do paciente diretamente para um hospital público. Ademais, as operadoras de planos de saúde do Brasil, desde o final de 2021 tem que realizar o cadastramento dos usuários no sistema do Cartão SUS. São mais de 30 milhões de pessoas que já foram cadastradas desde então.

Essa medida facilita o processo para os convênios em caso de reembolso para o governo, se a pessoa tiver que realizar um atendimento privado como exames, consultas, cirurgias ou até mesmo a extração de medicamentos na rede pública.

Esse dinheiro será ressarcido para o Fundo Nacional da Saúde (FNS).

Agora que você já sabe como funciona o procedimento para fazer seu cadastro no cartão do SUS, não perca tempo e faça o processo o quanto antes, visto que poderá utilizar o mesmo em caso de emergências ou quando menos esperar.

Dessa maneira, ele não é indicado apenas para quem faz o uso do SUS continuamente, mas também para pessoas que possuem plano particular, mas ainda podem realizar demais tratamentos na rede pública.

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content