Farmácia Popular 2020 – Lista de medicamentos, Preços atualizados e Como Cadastrar

O Programa Farmácia Popular de 2020 já está com a lista de medicamentos com nomes e preços atualizados. Conforme nos anos anteriores os remédios que fazem parte do programa entram em três modalidades, podendo ser 100% gratuitos ou ter uma redução de até 90% do preço vendido pela indústria farmacêutica.

Para fazer uso da Farmácia Popular não é preciso ter cadastro prévio, somente possuir a receita médica do remédio para apresentar na rede de farmácias e drograrias, entre outros estabelecimentos credenciados.

Confira aqui o que mudou no Farmácia Popular 2020 e como usá-lo para comprar medicações de graça ou mais baratas.

Lista de medicamentos gratuitos no Farmácia Popular 2020

Como novidade para 2020 está a possibilidade e entrega dos remédios à domicílio e a mudança na exigência de documentação para retirada de remédios em nome de terceriso. Além disso, também está em andamento no Congresso o Projeto de Lei 13/15 que planeja acrescentar remédios para  disfunções da tireoide, fibromialgia, artrite reumatoide, ansiedade e depressão.

Desde 2011 as farmácias credenciadas no Aqui Tem Farmácia Popular disponibilizam remédios de graça para a população. Na cartela, abaixo, você confere quais os medicamentos autorizados em 2020 e seu custo.

A lista de medicamentos contém o princípio ativo, portanto, se você só conhece o nome comercial do remédio que toma use a receita médica ou peça ajuda ao farmacêutico para obter a substância correta.

Farmácia Popular 2020

Diabetes

  • CLORIDRATO DE METFORMINA 500MG – Gratuito
  • CLORIDRATO DE METFORMINA AÇÃO PROLONGADA 500MG – Gratuito
  • CLORIDRATO DE METFORMINA 850MG – Gratuito
  • GLIBENCLAMIDA 5MG – Gratuito
  • INSULINA HUMANA 100UI/ML – Gratuito
  • INSULINA HUMANA REGULAR 100UI/ML  – Gratuito

Anticoncepcional

  • ACETATO DE MEDROXIPROGESTERONA 150MG – Copagamento
  • ETINILESTRADIOL 0,03MG + LEVONORGESTREL 0,15MG – Copagamento
  • NORETISTERONA 0,35MG – Copagamento
  • VALERATO DE ESTRADIOL 5MG + ENANTATO DE NORETISTERONA 50MG – Copagamento

Hipertensão

  • ATENOLOL 25MG – Gratuito
  • CAPTOPRIL 25MG – Gratuito
  • CLORIDRATO DE PROPRANOLOL 40MG – Gratuito
  • HIDROCLOROTIAZIDA 25MG – gratuito
  • LOSARTANA POTÁSSICA 50M – gratuito
  • MALEATO DE ENALAPRIL 10MG – gratuito

Asma

  • BROMETO DE IPRATRÓPIO 0,25MG – Gratuito
  • DIPROPIONATO DE BECLOMETSONA 50MCG – Gratuito
  • DIPROPIONATO DE BECLOMETSONA 200MCG – gratuito
  • DIPROPIONATO DE BECLOMETSONA 250MCG – Gratuito
  • SULFATO DE SALBUTAMOL 5MG – gratuito
  • SULFATO DE SALBUTAMOL 100MCG – Gratuito

Dislepidemia

  • SINVASTATINA 10MG – Copagamento
  • SINVASTATINA 20MG – Copagamento
  • SINVASTATINA 40MG – Copagamento

Rinite

  • BUDESONIDA 32MCG – Copagamento

Osteoporose

  • ALENDRONATO DE SÓDIO 70MG – Copagamento

Glaucoma

  • MALEATO DE TIMOLOL 2,5MG – Copagamento
  • MALEATO DE TIMOLOL 5MG – Copagamento

Parkinson

  • CARBIDOPA 25MG + LEVODOPA 250MG – Copagamento
  • CLORIDRATO DE BENSERAZIDA 25MG + LEVODOPA 100MG – Copagamento

Tabela de preços da Farmácia Popular 2020 atualizada

Entre as medicações que são vendidos com preços promocionais. Nesses casos, os remédios são vendidos ao preço de repasse da fábrica, sem adicionar o lucro da loja/farmácia sobre o produto. Conforme determinações da nova lei no Ministério da Saúde tais valores deverão ser tabelados para as Farmácias que usam o Programa Farmácia Popular.

Abaixo segue a lista completa de medicamentos parcialmente subsidiados. A diferença entre o valor de venda (PMC) e o valor pago pelo governo deverá ser calculada e repassada ao cliente para o pagamento no momento da compra.

Anticoncepcionais

  • Enantato de norestitorona 50 mg;valerato de estradiol 5 mg: R$ 10,17
  • Noretisterona 0,35 mg: R$ 4,46
  • Etinilestradiol 0,03 mg; levonorgestrel 0,15 mg: R$ 3,77
  • Acetato de medoxiprogesterona: R$ 11,12

Controle de triglicerídeos alto

  • Sinvastatina 10 mg: R$ 0,12
  • Sinvastatina 20 mg: R$ 0,23
  • Sinvastatina 40 mg: R$ 0,45

Rinite alérgica

  • Budesonida 50 mcg c/ 120 doses: R$ 0,24
  • Budesonida 32 mcg c/120 doses: R$ 0,16
  • Budesonida 23 mcg c/ 06 doses: R$ 0,08

Parkinson

  • Carbidopa 25 mg + Levodopa 250 mg R$ 17,70
  • Cloridrato de Benserazida 25 mg + Levodopa 100 mg: R$ 31,50

Osteoporose

  • Alendronato de sódio 70 mg: R$ 6,72

Glaucoma

  • Meleato de Timolol 0,25% – Solução oftamológica: R$ 0,90
  • Meleato de Timolol 0,50% – Solução ofamológica: R$ 2,15

Para saber a tabela comparativa de preços por estado de acordo com cada unidade de medicamento confira a tabela completa de preços no botão, abaixo:

Como funciona o Farmácia Popular?

O Programa Farmácia Popular é uma iniciativa do Governo Federal que visa dar assistência farmacéutica como um complemento do trabalho do SUS, o Sistema Único de Saúde. O projeto cumpre com a lei  Lei nº 10.858, de 13 de abril de 200 que a instituição filantrópica Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) a disponibilizar medicamentos mediante ressarcimento.

O projeto foi desenvolvido em 2004, na mesma época em que a Organização Mundial da Saúde publicava uma pesquisa que mostra, na época, 61% do orçamento da população mundial era gasto com saúde. Os dados aumentaram desde então.

Em 2006 foi inaugurado o Aqui tem Farmácia Popular, para autorizar a rede de farmácias e credenciados a oferecer remédios por meio do programa, facilitando assim a acessibilidade às caixas.  Ao todo são cerca de 35 mil farmácias cadastradas.

De lá para cá o projeto atendeu a 38 milhões de brasileiros, o que representa 20% da população do país, segundo o Ministério da Saúde. Os medicamentos mais procurados são para hipertensão e diabetes. As medicações também podem ser conseguidas no Programa Aqui tem Remédio, para quem mora na cidade de São Paulo.

  • Ao todo são 25 medicamentos ofertados, sendo 14 deles gratuitos;
  • Os demais medicamentos possuem desconto de até 90% na hora da compra
  • Para participar é preciso estar cadastrado;
  • A participação é garantida somente para cidadão de baixa renda, mediante apresentação da receita médica válida.

Aqui tem Farmácia Popular

Como usar Farmácia Popular – Precisa de cadastro?

Para usar a Farmácia Popular não é preciso fazer cadastro anteriormente, basta seguir os passos abaixo, portando os devidos documentos informados:

  • Localize uma instituição que tenha a logo do Aqui tem Farmácia Popular → Use esse mapa para encontrar a mais próxima de sua localização;
  • Apresente a receita médica e um documento original com foto para o farmacêutico;
  • Solicite os valores e disponibilidade por meio do programa Farmácia Popular;
  • Depois de efetuada a venda será emitido o Cupom Fiscal e Cupom Vinculado;
  • O comprador deve assinar o Cupom Vinculado e preencher seu endereço;
  • Não precisa de cadastro para usar o programa.

Como deve ser o atestado médico

O atestado médico deverá ser emitido dentro do prazo de 365, estar dentro do prazo de validade e conter as seguintes informações:

  • Assinatura do médico;
  • Endereço do estabelecimento de saúde;
  • Data da prescrição;
  • Nome e Endereço do paciente.

Requisitos para usar o programa

Não há requisitos para participar da Farmácia Popular. Sendo assim, independente se tem ou não baixa renda os medicamentos disponíveis na tabela estarão disponíveis para todos os brasileiros de igual maneira na rede credenciada. Não é preciso apresentar o cartão do posto de saúde no momento do atendimento.

Prazos para retirar remédios

Até o anod e 2020 o paciente podia adquirir medicamento para diabetes, hipertensão ou asma a cada 30 dias, mediante apresentação de receita médica.

Contudo, em 2020 o Ministério da Saúde aprovou uma nova portaria que permite que os pacientes retirem de uma só vez medicamentos para realizar o tratamento durante três meses consecutivos – assim, a receita médica fica válida por mais tempo.

A medida também é válida para quem faz uso do prorgama para comprar fraldas geriátricas com preço subsidiado.

A ideia foi proposta em março para evitar a exposição desta população de risco à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). A alteração é temporária e excepcional, portanto, não se sabe por quanto tempo poderá fazer a compra com receitas “vencidas”.

Durante pandemia do Coronavírus Programa Farmácia Popular fará a entrega de remédios à domicílio

Enquanto permanecerem as recomendações de isoalmento social o artigo 37 da Portaria 111/2016 do Ministério da Saúde que proíbe a entrega a domicílio de medicamentos da Farmácia Popular fica suspendida, a decisão foi aprovada na 1ª Vara Federal de São Vicente, em São Paulo no mês de março.

A entrega só será autorizada para os idosos e portadores de doenças crônicas, devido a necessidade de isolamento social para proteção contra o vírus do Covid-19.

Por conta das limitações de logística e quantidade de funcionários algumas cidades registraram demora na entrega das medicações solicitadas, dependendo do caso, com até uma semana para o envio. Sendo assim, é importante que os pacientes que fazem uso de remédios controlados e contínuos se organizem para a aquisição de novas doses com antecedência.

Caso o paciente esteja impossibilitado de comparecer à farmácia ou drogaria, como adquirir o medicamento?

Sim, é possível desde que comprovada a incapacidade do paciente mediante laudo médico outra pessoa poderá retirá-lo em seu lugar. Deverá levar consigo os documentos:

  • Do paciente, titular da receita: CPF, RG ou certidão de nascimento;
  • Do representante legal, o qual assumirá, junto com o estabelecimento, as responsabilidades pela efetivação da transação: CPF e RG.

Durante a pandemia do Covid-19 a compra de medicações por terceiros também ficou mais rígida. Agora, quem for comprar remédios em nome de outros precisará levar uma procuração assinada. Use o modelo disponível no botão abaixo:

Rafaela Trevisan Cortes

Conheça Mais Sobre o Autor

2 Comentários

Deixe seu Comentário

WebGo Content