Implante dentário pelo SUS em 2020 – Como fazer, Requisitos e Cuidados

O Governo Brasileiro criou em 2004 o Programa Brasil Sorridente, considerado o maior programa de saúde bucal do mundo. Esse programa faz parte da política Nacional de Saúde Bucal e seu objetivo desse programa é ampliar o acesso dos brasileiros ao tratamento odontológico gratuito por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Desde a sua criação o programa tem beneficiado mais de 80 milhões de pessoas. Além disso, em menos de dez anos de funcionamento, o programa permitiu que o Brasil fosse posicionado entre os países com menor incidência de cáries de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Dentre os serviços prestados, oferece-se o implante dentário pelo SUS. Confira abaixo como funciona o processo para 2020.

O que é Implante Dentário

O implante dentário consiste na necessidade de extrair um dente por questões de doença ou estética.

O que é implante dentário

Como é feito o Implante Dentário?

O procedimento para implante dentário é bastante simples. Ele consiste em uma pequena cirurgia onde uma prótese dentária é inserida no paciente em poucos minutos.

Apesar de sua simplicidade, o procedimento é caro por isso, muitas pessoas não conseguem ter acesso. Assim, o Programa Brasil Sorridente tem como objetivo oferecer esse serviço para brasileiros de baixa renda.

Como solicitar implante dentário no SUS em 2020

Infelizmente, não são todas as regiões do país que estão cobertas pelo programa. Assim, o primeiro passo é conferir se sua cidade possui cobertura no site do programa, pelo link https://aps.saude.gov.br/ape/brasilsorridente/cidadesatendidas.

Depois disso, vá até o posto de saúde mais próximo de sua residência com seu cartão do SUS. No local, você deve informar sobre a sua necessidade de fazer o implante dentário. O posto de saúde fará o seu encaminhamento e seu nome ficará na lista de espera.

Seu agendamento será feito com especialista da área e pode demorar entre 30 e 90 dias, dependendo da urgência do seu caso. Os casos prioritários para atendimento pelo SUS são os de pacientes que sofreram acidentes, quando dentes importantes foram perdidos (como os dentes da frente) ou quando há dificuldade para mastigação e outros casos que afetem a qualidade de vida do paciente.

Contraindicações

O tratamento não é indicado para todas as pessoas, pois é necessário estar em bom estado de saúde. Pacientes com diabetes, pressão alta ou doenças crônicas precisam receber acompanhamento médico para fazer esse procedimento.

Pacientes que fazer uso de medicamentos da classe dos bifosfonatos não devem realizar o implante. Esse tipo de medicamento é utilizado em neoplasias malignas, doenças de Paget e alguns tipos de osteoporose e ele inibe a remodelação dos ossos e também está associado com necrose óssea.

Além disso, crianças e adolescentes que não tenham o ciclo de crescimento ósseo finalizado também não devem realizar o procedimento pois os ossos ainda podem mudar de lugar durante o desenvolvimento da face.

Exames necessários

Antes de realizar esse procedimento é necessário realizar alguns exames para avaliar a situação do osso localizado abaixo da gengiva. São eles:

  • Radiografia panorâmica: mostra a altura do osso.
  • Tomografia computadorizada: esse exame mostra com mais precisão a altura e largura do osso.

Além disso, podem ser solicitados exames para avaliar as condições de saúde do paciente.

Cuidados antes e após o implante

Antes da cirurgia o único cuidado é se alimentar bem antes do procedimento. No pós- cirúrgico é recomendado que o paciente tenha uma alimentação liquida e gelada pelas primeiras 12 horas. Depois disso, ele pode começar a se alimentar com comidas pastosas. Somente após 24 horas a alimentação pode voltar ao normal

Além disso, é indicado que o paciente durma com a cabeça mais alta que o corpo, evitar fazer bochechos e cuspir, pois essas atitudes podem influenciar o sangramento. É recomendado também que o paciente evite fazer esforços físicos durante os primeiros dias, evitar trabalhar ao sol e falar muito.

Antes e Depois Implante Dentário Antes e Depois Implante Dentário

Outros tratamentos odontológicos disponíveis no SUS

Além do implante dentário, o SUS oferece outros procedimentos de forma gratuita:

odontologia no SUS

  • Retirada dos dentes do siso;
  • Tratamento para cáries;
  • Cirurgias dentárias (canal, por exemplo);
  • Tratamento para gengiva;
  • Exames para detecção de câncer bucal; e outros.

Caso seu agendamento demore muito para ser realizado pelo SUS, uma alternativa é consultar a disponibilidade de atendimento em Faculdades de Odontologia. Nesses locais o atendimento também é gratuito.

Rafaela Trevisan Cortes

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content