Serviços e atendimentos do SUS que você nem imaginava!

O Serviço Único de Saúde, ou como é conhecido comumente em nosso país, SUS, foi desenvolvido para que todo e qualquer brasileiro tenho acesso a saúde de qualidade, sem nenhum custo, sendo presente em todo nosso país.

Considerado um marco por entre vários países, ele ganha destaque porque possui vários tipos de tratamentos que podem ser utilizados sem que o brasileiro tenha que gastar um real de seu bolso, basta ter a carteirinha do SUS em mãos.

Está curioso para saber quais são os tratamentos e serviços inesperados que são oferecidos? Veja abaixo quais são eles e fique por dentro.

O que existe no SUS e você nem sabia: saiba mais

1 – Ioga, meditação e demais terapias alternativas

Ioga, meditação e demais terapias alternativas

Por meio da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, foram implementador 19 tratamentos que usam como base os conhecimentos classificados como tradicionais, que incluem a meditação, ioga, homeopatia, medicina tradicional chinesa, musicoterapia e reike.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, essas práticas estão estabelecidas em cerca de 1700 municípios no Brasil. Cerca de 28% das Unidades Básicas de Saúde oferecem alguma dessas práticas.

Por isso, que tal procurar a mais perto de você para começar a praticar alguma delas? Pode ser ótimo para sua saúde psicológica e até mesmo corporal.

2 – Bancos de leite humano

Você sabia que o Brasil possui a maior rede de bancos de leite do mundo inteiro? Conforme dados do Ministério da Saúde, são cerca de 221 Bancos de Leite Humano e mais de 180 locais para coleta.

Qualquer lactante pode doar leite, obviamente, é preciso estar em condições saudáveis de saúde, incluindo não consumir nenhum medicamento que possa interferir na amamentação. Basta ir até o Banco de Leite Humano mais perto e realizar a doação.

É importante destacar que antes que o leite seja consumido por crianças, ele é pasteurizado e passa por um rígido controle de qualidade para verificar se está apto para ser doado. No ano de 2016 foram registrados 1,7 milhões de atendimentos individuais e 270 mil atendimentos domiciliares para a doação e entrega de leite materno.

3 – Profilaxia pré exposição (PrEP) para HIV

Profilaxia pré exposição (PrEP) para HIV

Uma estratégia desenvolvida por meio de medicamentos, a PrEP é um procedimento onde pessoas que não possuem o vírus da AIDS consomem o medicamento contínuo, de forma a prevenir, principalmente aquelas que estão em grupos com maiores chances de infecção.

O método está disponível desde 2017 nos postos de saúde, basta procurar aquele que estiver mais próximo de você e realizar o cadastro.

A PrEP não é nada mais do que o uso de Tenofovir e Entricitabina em um comprimido único, que impede que o HIV se estabeleça no organismo e se espalhe pelo corpo todo.

4 – Cirurgia de mudança de sexo

Fato não conhecido por muitas pessoas, o SUS oferece desde 2008 a cirurgia de redesignação sexual. Estima-se que entre 2008 até 2017, foram cerca de 400 cirurgias realizadas e mais de 12 mil procedimentos ambulatoriais para o processo transexualizador.

Entre esses procedimentos, estão incluídos: cirurgia plástica mamária reconstrutiva, cirurgia de redesignação sexual, cirurgia de mastectomia, de tireoplastia, além de toda a terapia hormonal e acompanhamento de procedimentos.

É importante destacar que para a realização de qualquer um destes procedimentos, é necessário um acompanhamento profissional prévio, além de também ser feito após as cirurgias por pelo menos dois anos. É preciso ter no mínimo 18 anos para procedimentos ambulatoriais, enquanto para procedimentos cirúrgicos, 21 anos.

5 – Cirurgias reparadoras para vítimas de violência doméstica

Cirurgias reparadoras para vítimas de violência doméstica

Desde o ano de 2016, é oferecido na rede pública, cirurgias plásticas para reparar sequelas e lesões que aconteceram pelos atos de violência doméstica contra mulher. São algumas dos procedimentos oferecidos: cirurgia do aparelho geniturinário, de mama, reconstrução de orelha, cirurgia para reparação de pele, reconstrução craniana e facial, reconstrução de lábios, de nariz, mandíbula, gengiva e demais possibilidades.

A mulher que sofre/sofreu com violência doméstica e precisa de uma cirurgia, precisa ir até uma Unidade Básica de Saúde levando consigo o registro oficial da agressão.

6 – DIU de cobre

Um dos métodos contraceptivos mais utilizados no mundo inteiro, o DIU possui 99,3% de eficácia na prevenção da gravidez, sendo que é oferecido na rede de saúde desde 2000. Segundo o Ministério da Saúde, ele pode ser usado por todas as mulheres, menos aquelas que possuem má formação no útero ou sofrem com sangramentos anômalos, além de não ser inserido em mulheres com menos de 14 anos de idade.

Agora que você já sabe mais sobre vários serviços oferecidos pelo SUS que nem imaginava, não deixe de ir o quanto antes até o postinho ou unidade de saúde para se beneficiar dos mesmos.

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content